Fragata D. Fernando II e Glória

Fragata D. Fernando II e Glória

O International Register of Historic Ships, refere que a Fragata "D. Fernando II e Glória" é o oitavo navio de guerra à vela mais antigo do mundo.

Em 1821, o Almirante Cândido Palha, propôs ao Rei D. João VI, a construção de uma nova Fragata em Damão, na altura, colônia de Portugal na Índia.

Os estaleiros de Damão foram os escolhidos pelo fato da mão-de-obra ali ser mais barata e porque no enclave que lhe ficava próximo (Nagar-Aveli), haver uma imensa floresta de árvores de Teca, madeira excepcional para a construção de navios.

Sabe-se que nesta floresta foram derrubadas mais de 3.700 árvores para a construção do navio.

A Fragata "D. Fernando II e Glória", é o último grande navio à vela da Marinha Portuguesa e também a última "Nau" a fazer a chamada "Carreira da Índia" – verdadeira linha militar regular que, desde o século XVI e, durante mais de 300 anos, fez a ligação entre Portugal e aquela antiga colônia.

A Fragata recebeu o nome de "D. Fernando II e Glória", não só em homenagem a D. Fernando Saxe Coburgo Gota, marido da Rainha D. Maria II (Filha de D. Pedro, I do Brasil, IV de Portugal), bem como por ter sido entregue à proteção de Nossa Senhora da Glória, de especial devoção entre os goeses (habitantes de Goa, outra colônia portuguesa na Índia).

A Fragata possuiu boas qualidades náuticas e de habitabilidade, designadamente no que se refere a desafogo das instalações, pormenor deveras importante, sobretudo se considerarmos que no século XIX as viagens marítimas eram longas (normalmente, mais de 3 meses, e até 650 pessoas a bordo, incluindo passageiros).

A viagem inaugural de Goa para Lisboa, teve lugar em 1845. Desde então, foi utilizada em missões de vários tipos.

Durante os anos em que navegou, percorreu cerca de 100 mil milhas, correspondentes a quase 5 voltas ao Mundo.

Em 1940, não estando já em condições de ser utilizada pela Marinha Portuguesa, iniciou uma nova fase da sua vida, passando a servir como sede da "Obra Social da Fragata D. Fernando", criada para recolher rapazes oriundos de famílias de fracos recursos econômicos, que ali recebiam instrução escolar e treino de marinharia, até que, em 1963, um violento incêndio quase a destruiu.

Pouco antes das 17 horas do dia 3 de Abril de 1963, quando se procedia a trabalhos de soldadura, algum material em chamas caiu sobre a madeira do pavimento, e provocou o incêndio do navio. A bordo da Fragata - então Obra Social - estavam 137 jovens alunos, e aparte algumas pequenas queimaduras, todos escaparam com vida.

Entre 1992 e 1997 a fragata foi recuperada a tempo da Expo 98. Desde então é um navio integrado no museu da Marinha Portuguesa, estando atualmente em doca seca, em Cacilhas - Almada.
Claralusotour®


Temos o 7 bem no meio do coração, na emo7ão.

Passagens Aéreas   Hotéis & Pousadas   Câmbios

Cruzeiros   Passaportes & Vistos   Assistência em Viagem
Pacotes Nacionais & Internacionais   Rent a Car   Tours
Viagens Globais Personalizadas
Adaptado – Diversificado – Sofisticado
Viagens de Incentivos – Melhor Idade
Parcele em até 12 vezes!


Trabalhamos com Arte,
Criamos com Paixão!

Working with Art,
Creating with Passion!


Contacte-nos! Venha saber o quanto é emo7ionante conhecer-nos!
Come along! Come learn how exciting it is to know us!

PHONE +55 71 3032 0700 FAX +55 71 3032 1777
CEL +55 71 9204 0661 CEL +55 71 9127 5131
Rua Fernando Menezes de Góes 73, Sala 309
Pituba, 41810 – 700 Salvador, Bahia, Brasil





Experts in the Art of Travel
Emo7ion Tour Especialistas em Turismo Personalizado
Certificados pelo Ministério do Turismo
05.062943.10.0001-2

Postagens mais visitadas